Cracóvia Europa Parceria Polônia

Como visitar o Castelo Wawel em Cracóvia na Polônia

O Castelo Wawel fica no alto de uma colina e é uma das mais importantes construções de Cracóvia. Imponente, o castelo recebe muitos visitantes, tanto para conhecer suas dependências, como para visitar seus museus e conhecer a linda Catedral Wawel. O castelo começou a ser construído a pedido do Rei Casimir III, que governou a Polônia entre 1333 e 1370. Ao longo dos anos, o Castelo ganhou novas partes e cresceu. Durante muitos anos o Castelo foi residência dos reis da Polônia e símbolo do Estado polonês. O Rei Sigismundo I (Zygmunt I) também viveu no castelo, e junto com a sua esposa, levou ao castelo os melhores artistas da região e estrangeiros, para remodelar o castelo.

Em 1595, um incêndio destruiu parte do castelo. O Rei Sigismundo III Vasa ordenou que ele fosse reconstruído, mas isso demorou por muitos anos. Em 1609, O Rei Sigismundo II transferiu a capital da Polônia para Varsóvia, e o castelo deixou de ser a morada nos monarcas. Sem restaurações, o castelo passou a se deteriorar, e as invasões suecas de 1665-1657 e 1702, ajudaram na deterioração do castelo. Em 1921, ele começou a ser restaurado com donativos vindos de muitas partes do mundo. Muitos dos que doaram dinheiro para a restauração do castelo, podem ser vistos nas placas na entrada do Castelo Wawel. Após a 2ª Guerra Mundial, pelo decreto do Conselho Nacional do Estado, o Castelo Wawel tornou-se Museu Nacional.

Castelo Wawel

Planeje sua viagem ⇒ Encontre os melhores hotéis em Cracóvia

No Castelo Wawel encontram-se várias exposições que podem ser visitadas.

 

Como visitar o Castelo Wawel

As áreas dos pátios do castelo são abertas ao público e todo conseguem entrar de graça. Apenas os museus e exposições são pagos.

Castelo Wawel Castelo Wawel

A Catedral de Wawel também tem uma parte que a entrada é gratuita, e uma outra que é necessário pagar o ingresso.

Na área no Castelo encontra-se banheiros e um café/restaurante.

Do Castelo se tem uma vista panorâmica de Cracóvia. Se você não tiver tempo de visitar os museus, vale a pena conhecer pelo menos o pátio e dar uma olhada na cidade do alto.

Castelo Wawel

Para visitar os museus, deve-se comprar os ingressos na bilheteria do castelo. Você compra ingressos individuais, de acordo com seus interesses e seu tempo disponível.

O Castelo Wawel fica a aproximadamente 10 minutos a pé da praça central de Cracóvia.

Castelo Wawel

⇒ Conheça 10 Pontos Turísticos de Cracóvia

 

O que visitamos no Castelo Wawel

Estivemos em Cracóvia e visitamos 3 museus e uma exposição temporária do Castelo Wawel.

 

Crown Treasury and Armoury

Começamos nossa visita pela Sala de Tesouros, Armaduras e Armas. Não é permitido fotografar no museu.

Nas salas desse museu estão expostos objetos em ouro utilizados pelos monarcas que governaram a Polônia. São muitas peças como, canecas, objetos religiosos, joias das mulheres, alguns objetos pessoais, entre outras coisas.

Também são encontradas armaduras desde o século 12 até as utilizadas no século 18. É muito interessante ver a evolução delas, e como eram fundamentais numa batalha.

As armas também ganharam um destaque. Podemos ver espadas, adagas, bestas, pistolas, entre outros. A coleção nos mostra armas do século 15 ao 18.

A última parte do museu é reservada aos canhões. Podemos observar os canhões usados nos séculos 16 e 17.

O valor da entrada para esse museu:

De 01 de abril a 31 de outubro – 18 PLN (zloty)
De 02 de novembro a 31 de março – 16 PLN (zloty)

 

Lost Wawel

Essa foi a exposição que mais gostamos. Também não se pode tirar fotos no interior do museu.

Logo na entrada, fica uma grande maquete do castelo, de como ele era por volta de 1200.

Essa parte guarda construções subterrâneas que foram descobertas depois de escavações. As escavações foram feitas no século 19 e 20, e com elas encontraram-se fragmentos e objetos do século 16 e primeira metade do século 17.

Na última sala estão expostas peças de cerâmica que faziam parte de uma espécie de aquecedor, que datam da segunda metade do século 16.

O valor da entrada para esse museu:

De 01 de abril a 31 de outubro – 10 PLN (zloty)
De 02 de novembro a 31 de março – 8 PLN (zloty)

 

Leonardo da Vinci “Lady with an Ermine”

Essa é uma exposição temporária que tivemos a chance de ver. A obra de Leonardo da Vinci, que em português chama-se “Dama com arminho”, foi pintada entre 1485 e 1490. Está exposta até abril no Castelo Wawel, e fica numa sala climatizada com controle de umidade. A obra não pode ser fotografada.

Junto com a exposição, encontra-se algumas explicações sobre o quadro, sobre a dama retratada nele, e os destinos que o quadro já teve. É bem interessante.

O valor da entrada para esse museu: 10 PLN

A exposição irá até abril de 2017.

 

Oriental Art

O último museu que visitamos foi o Oriental Art. Nele encontram-se armas e espadas turcas e persas, tapeçaria persa, que tem características especiais, e peças de porcelana.

Entre as porcelanas encontram-se vasos chineses lindos do século 17 e 18. Além das porcelanas chinesas, encontram-se as porcelanas japonesas, são vasos e pratos japoneses do século 18.

Achei a parte das porcelanas muito interessante, são verdadeiras obras de arte.

Não é permitido tirar fotos no interior do museu.

O valor da entrada para esse museu:

De 01 de abril a 31 de outubro – 8 PLN (zloty)
De 02 de novembro a 31 de março – 7 PLN (zloty)

 

*Todas as exposições ficam fechadas às segundas-feiras.

Confirme os horários e preços de todas as exposições no Site Oficial do Castelo Wawel.

 

Essas foram as 4 exposições que visitamos no Castelo Wawel, mas existem ainda outras coisas para fazer por lá, como: subir na torre, visitar as salas reais, visitar os quartos que pertenceram aos monarcas, e claro, tem a linda Catedral de Wawel.

Mas como disse no início do post, uma visita as áreas comuns do castelo já valem a pena. É lindo.

 

*O Blog Contando Destinos recebeu as entradas do Castelo Wawel e agradece a oportunidade.  Salientamos que tudo que foi descrito aqui se baseia na nossa experiência durante a visita e são nossas opiniões pessoais.




Booking.com

Booking.com

Você pode gostar também

Sem comentários

Deixe um comentário