Europa Lituânia Vilnius

O que fazer em Vilnius, a capital da Lituânia

Vilnius é a capital da Lituânia, e conhecemos a cidade durante nosso roteiro pelos Países Bálticos. Foi a última cidade do nosso roteiro, mas nos surpreendeu muito positivamente. Achamos a cidade cheia de vida, linda, com monumentos históricos, e apesar da história de sofrimento do seu povo, achamos os lituanos solícitos e simpáticos. O centro histórico de Vilnius é Patrimônio da UNESCO desde 1994.

Fizemos nosso roteiro no mês de maio e fomos presentados com um clima quente e um lindo dia de sol, enquanto passeávamos pela cidade. Para saber o que fazer em Vilnius, separamos os principais pontos turísticos da cidade, e os localizamos num mapa.

O que fazer em Vilnius

Encontre os melhores hotéis em Vilnius com os melhores preços

1 – Catedral

A Catedral de Vilnius recebeu, em 1992, o título de Basílica, dado pelo Papa Pio XI. Acredita-se que sua construção original tenha acontecido entre os séculos 13 e 15.

Para os lituanos, a Catedral é o templo católico mais importante do país, e o local das principais festividades católicas nacionais.

o que fazer em Vilnius

Ao lado da catedral, fica a torre da catedral. A torre original foi construída no século 13 e fazia parte do muro que protegia a cidade. Durante o século 16, a torre foi convertida em campanário da catedral e no século 19, ganhou a forma que possui hoje. A altura total da torre, contando com a cruz que fica no topo dela, somam 57 metros de altura.

Pode-se subir na torre, mas isso é feito através de escadas. Os visitantes conseguem atingir uma altura de 45 metros e se tem uma linda vista panorâmica da cidade.

o que fazer em Vilnius

O horário de funcionamento da torre é de maio a setembro, de segunda-feira a sábado das 10 às 19 horas. Entre os meses de outubro e abril, de segunda-feira a sábado das 10 às 18 horas. Fica fechada aos domingos e feriados. O valor da entrada é de 4,50 euros por pessoa.

2 – Palácio dos Grão-Duques da Lituânia

Após ser demolido no século 19, o palácio que existe hoje foi totalmente reconstruído, como o original que existia no local. Esse local foi um importante centro político, diplomático e cultural da Lituânia entre os séculos 15 e 17. O palácio fica atrás da Catedral de Vilnius.

3 – Torre do Castelo de Gedimina

Do castelo que existia no local, hoje resta apenas a torre. Possui uma localização ótima, no alto de uma colina, de onde se consegue observar toda a cidade. O antigo castelo foi construído no século 15. A torre que está lá hoje possui 20 metros de altura, mas a original possuía um andar a mais.

Hoje, funciona um museu na torre, que expõe modelos das reconstruções dos castelos de Vilnius entre os séculos 14 e 17, além de armas que eram utilizadas para defender a cidade. No topo da torre existe uma plataforma de observação, que proporciona uma vista panorâmica da cidade.

o que fazer em Vilnius

Quando visitamos Vilnius, a torre estava fechada para restaurações. Existe um funicular que faz o trajeto até o alto da colina, mas está temporariamente fechado. Para chegar a torre é necessário subir a pé, o caminho fica atrás do Museu Nacional da Lituânia.

4 – S. Skapo Gatve

Esse é a rua mais estreita de Vilnius. Atravesse toda a rua S. Skapo, e chegue até a parte mais estreita dela, que é perto da rua Pilies Gatve.

Na Pilies Gatve ficam diversos bares e restaurantes, onde pode-se provar comidas típicas.

5 – Igreja de Santa Ana

A igreja de Santa Ana é um espetáculo, uma verdadeira obra-prima do período gótico, no final do século 15. Durante a marcha do exército napoleônico até a Lituânia, essa linda igreja de tijolos vermelhos, foi entregue à cavalaria francesa. Napoleão teria gostado tanto da igreja que queria leva-la para Paris, o que obviamente, foi impossível.

o que fazer em Vilnius

6 – Užupis

Esse é um dos lugares mais interessantes de Vilnius. Užupis se autoproclamou independente e é o bairro artístico e boêmio da cidade. Possui hino e constituição própria. A constituição fica numa parede do bairro, e está disponível em diversas línguas.

o que fazer em Vilnius

Existem outras cidades semelhantes espalhadas pelo mundo, foi muito interessante conhecer Christiania, quando vistamos Copenhagen.

o que fazer em Vilnius

Sabia que para viajar para a Lituânia é obrigatório ter um seguro-viagem? Faça agora uma cotação e viaje tranquilo. Os leitores do blog tem desconto! Use o cupom CONTANDODESTINOS e ganhe 5% de desconto em qualquer plano escolhido.E tem mais coisa boa, escolhendo o pagamento no boleto, você ganha + 5% de desconto. Faça agora sua cotação.

Seguros Promo

7 – Vilnius Town Hall

Um prédio imponente construído no final do século 18, abrigou a prefeitura da cidade. No século 19, o prédio foi transformado num teatro e um século mais tarde, abrigou um museu. Atualmente, o prédio da prefeitura é um edifício representativo, onde são organizados muitos eventos, como: concertos, noites literárias, apresentações de livros, exposições, entre outros.

É nesse prédio que se encontra o Centro de Turismo de Vilnius, onde poderá pegar o mapa da cidade e panfletos com diversas dicas.

o que fazer em Vilnius

Ficando de costas para o prédio da prefeitura, e seguindo pelo lado esquerdo, passará por locais onde era o gueto de judeus em Vilnius, durante a 2ª Guerra Mundial. Passe por ali para seguir para o próximo ponto.

8 – Palácio Presidencial

Um lindo prédio do final do século 18 abriga o Palácio Presidencial, onde fica a atual presidente de Vilnius. No topo do prédio fica uma bandeira, se ela estiver estiada significa que a presidente está na residência. Se estiver baixa, significa que a presidente não está no país.

o que fazer em Vilnius

9 – Universidade de Vilnius

Durante o século 16, a Europa e consequentemente, Vilnius, estavam sob o domínio do movimento da Reforma Protestante. Existia um outro movimento onde monges, católicos e jesuítas eram chamados para impedir a disseminação do movimento protestante. Eles foram chamados para assumir a política educacional de Vilnius e assim, nasceu a primeira faculdade de Vilnius, em 1569. 10 anos depois, nasceu a Universidade de Vilnius. É possível visitar a Universidade.

No conjunto de prédios da Universidade existe uma torre, onde é possível subir. Existe um elevador que leva os visitantes até uma certa altura, e o restante do trajeto é feito pelas escadas.

o que fazer em Vilnius
Palácio Presidencial visto de cima

A torre de 45 metros de altura oferece uma vista panorâmica da cidade, e como está bem no centro, a vista é linda e vale muito a pena.

Catedral de Vilnius, Palácio dos Grão-Duques e a torre do Castelo de Gedimina

No 2º andar da torre fica um pêndulo, que demonstra o efeito da rotação da Terra. É possível ver uma bola de metal que oscila sobre as marcações num mármore. A entrada para a torre custa 2,50 euros.

o que fazer em Vilnius

Aqui encerra nosso trajeto pelo centro histórico de Vilnius. O trajeto todo sem paradas, dura cerca de 50 minutos. Contando com pausas para fotos, é possível faze-lo entre 1 hora e 30 minutos e 2 horas. Depois é só acrescentar o tempo das visitas dos locais.

Museus em Vilnius

Existem alguns museus na cidade, mas queremos destacar 2: O Museu das vítimas de genocídio e o Museu Nacional da Lituânia.

O Museu das vítimas de genocídio nós visitamos e abriga uma exposição que conta a história da cidade e do povo durante a 2ª Guerra Mundial e após a guerra, quando o país ficou sob domínio da antiga União Soviética. Foi um museu muito interessante e recomendamos a visita. Você poderá ver todas as informações e saber como foi nossa visita no post que fizemos sobre o Museu das vítimas de genocídio.

Já o Museu Nacional da Lituânia abriga o maior acervo do patrimônio cultural e histórico do país. É o museu mais antigo da Lituânia, e parte da sua coleção remonta a 1855. Esse museu fica bem perto da catedral de Vilnius.

o que fazer em Vilnius

No nosso 2º dia na cidade, visitamos o Castelo de Trakai, que fica a aproximadamente 30 quilômetros de distância de Vilnius e vale a pena conhecer também.

Esses são os principais pontos para saber o que fazer em Vilnius. Essa foi uma cidade que gostamos muito de conhecer.

Booking.com

Você pode gostar também

Sem comentários

Deixe um comentário