Alemanha Cidades da Alemanha Europa Região Oeste Alemanha Trier

O que fazer na cidade mais antiga da Alemanha: Roteiro de 1 dia em Trier

A cidade que teve origem na época romana, tem mais de 2000 anos de história e muitos pontos turísticos que atraem os visitantes. Muitos monumentos de Trier estão na lista de Patrimônio Mundial da UNESCO. Aconselho reservar 2 dias para visitar a cidade, mas se a opção for apenas fazer um bate-volta, preparamos um roteiro de 1 dia em Trier para tornar sua visita mais especial.

A cidade-natal de Karl Marx possui um museu dedicado a ele que funciona na casa onde ele nasceu. Além desse museu, o Rheinische Landesmuseum Trier também é bastante visitado, e é um dos mais importantes museus arqueológicos na Alemanha. Sua coleção divide-se em 4 partes: pré-histórica, romana, francônia-merovíngia e medieval a contemporânea. O maior espaço é dedicado às relíquias romanas.

Planeje sua viagem Encontre os melhores hotéis em Trier

 

Roteiro de 1 dia em Trier

O melhor ponto de partida para conhecer Trier é na Porta Nigra, um dos antigos portões da cidade que foi construído no século II. Ao lado dela, fica o centro de turismo de Trier, onde você poderá pegar mais informações sobre a cidade e também adquirir seu Antikencard. Falei mais sobre o Antikencard no post sobre as melhores formas de conhecer Trier.

Roteiro de 1 dia em Trier

Seguindo pela Simeonstraße, que é a única rua que data da época romana, chega-se ao Markt, a praça central da cidade. Lá encontra-se a fonte de São Paulo, que é o santo patrono da cidade.

Do Markt já se avista a Catedral de Trier, Dom St. Peter.  A atual catedral incorpora os restos da antiga catedral que existia no local, que data do século IV. Ao lado da Catedral encontra-se a Liebfrauenkirche, que é uma das primeiras igrejas góticas construídas na Alemanha, entre 1235 e 1260.

Roteiro de 1 dia em Trier

Leia também ⇒ Perto de Trier fica a Geierlay, a maior ponte suspensa da Alemanha

A próxima atração é a Aula Palatina, uma construção do ano 310, que abrigava o trono do imperador romano. Desde 1856, o local abriga a Igreja Protestante de São Salvador. A construção é incrível e no seu interior pode-se observar o teto enorme, construído sem nenhuma coluna para sustentação.

Roteiro de 1 dia em Trier

Ao lado está o Kurfürstliches Palais, um palácio barroco em estilo rococó construído entre 1756 e 1762. A poucos passos do palácio encontra-se o Rheinische Landesmuseum.

Roteiro de 1 dia em Trier

Bem perto do Rheinische Landesmuseum fica a Kaiserthermen, as termas imperiais. Hoje são somente ruinas, mas as termas foram construídas no início do século IV, e eram o terceiro maior complexo de termas do mundo romano.

Roteiro de 1 dia em Trier

Leia também ⇒ 5 motivos para visitar Trier na Alemanha

 

Outras atrações de Trier

Se ainda tiver tempo em Trier, algumas atrações interessantes ficam mais afastadas do centro. O Amphitheater é um deles. O anfiteatro romano, do século I, foi cenário de lutas de gladiadores e competições de animais.

Roteiro de 1 dia em Trier

No sentido oposto, já bem perto do rio Mosel, fica a Barbaratherme, as Termas Bárbara, que hoje também são apenas ruínas, mas foram erguidas no século II.  Perto das Termas Bárbaras, já no rio Mosel, fica a Römerbrücke, a ponte romana, que é considerada a ponte mais antiga da Alemanha.

Roteiro de 1 dia em Trier

Veja o mapa das atrações:

 

Informações úteis sobre as atrações de Trier

Porta Nigra

Horário de funcionamento: de abril a setembro – diariamente das 9 às 18 horas. De outubro a março – diariamente das 9 às 17 horas. De novembro a fevereiro – diariamente das 9 às 16 horas.

Valor da entrada: 4 euros

 

Rheinische Landesmuseum

Horário de funcionamento: de terça-feira a domingo das 10 às 17 horas. Última entrada é as 16:30 horas.

Valor da entrada: 8 euros

 

Kaiserthermen

Horário de funcionamento: de abril a setembro – diariamente das 9 às 18 horas. De outubro a março – diariamente das 9 às 17 horas. De novembro a fevereiro – diariamente das 9 às 16 horas.

Valor da entrada: 4 euros

 

Amphitheater

Horário de funcionamento: de abril a setembro – diariamente das 9 às 18 horas. De outubro a março – diariamente das 9 às 17 horas. De novembro a fevereiro – diariamente das 9 às 16 horas.

Valor da entrada: 4 euros

 

Barbaratherme

Horário de funcionamento: de abril a setembro – diariamente das 9 às 18 horas. De outubro a março – diariamente das 9 às 17 horas. De novembro a fevereiro – diariamente das 9 às 16 horas.

Valor da entrada: não é cobrada entrada

 

Espero que aproveitem Trier e tenham um excelente dia na cidade não antiga da Alemanha!!




Booking.com

Você pode gostar também

22 Comentários

  • Reply
    Claudia araujo bins
    20 de junho de 2017 at 18:45

    Que delícia de cidade Aline, adorei a igreja gótica e a ponte romana, ótima dica de passeio.

    Clau
    @as_passeadeiras

  • Reply
    Fran Agnoletto
    21 de junho de 2017 at 09:25

    Da para querer voltar para a Alemanha agora?
    Adorei sua sugestão de roteiro. Do jeito que estou com saudades, embarcaria no primeiro avião.

    Beijos

  • Reply
    Liliane Inglez
    21 de junho de 2017 at 14:45

    Eu queria muito conhecer Trier quando visitei o Vale do Mozel, mas não deu… ficamos em Koblenz e só fizemos cidades próximas. Lendo o seu post, só fiquei com mais vontade!

  • Reply
    Nathalia Peixoto
    22 de junho de 2017 at 04:57

    Nossa, que cidade linda! Acredita que eu nunca tinha ouvido falar dela? Adorei conhecer!

    • Reply
      Aline Dota Naganawa
      24 de junho de 2017 at 15:55

      Apesar de ter muita coisa para fazer na cidade, não é tao conhecida mesmo, mas é linda!

  • Reply
    Lilian Azevedo
    22 de junho de 2017 at 11:25

    Adoramos viajar pela Alemanha e meu marido ama cidades com ruínas romanas então nós iríamos amar conhecer Trier. Beijocas Lilian

  • Reply
    Bárbara
    22 de junho de 2017 at 13:52

    Alemanha está nos meus planos para os próximos anos. Já salvei seu post no meu bloco de notas rsrs

  • Reply
    tati rosa
    22 de junho de 2017 at 19:21

    Que bom este roteiro para facilitar a visita de quem está por lá. Boa dica.

  • Reply
    Rogerio Scheidemantel
    13 de maio de 2018 at 05:09

    Obrigado pelas dicas mto bem organizadas. Estou em Luxemburgo e farei um bate volta ate Trier.

  • Reply
    Maria
    15 de junho de 2018 at 18:10

    olá! Eu moro em Trier.
    A cidade é tudo isso que você falou e muito muito mais….é uma cidade cheia de cultura, “movida”, espectáculos, eventos todo o ano…

  • Reply
    Leticia
    31 de julho de 2019 at 16:37

    Que legal, saberia dizer, em média, qual o tempo necessário em cada atrativo?

    • Reply
      Aline Dota Naganawa
      12 de agosto de 2019 at 12:20

      Olá Leticia, fizemos nosso roteiro num dia, durante um passeio bate-volta. As visitas são livres, então o tempo de cada uma é você que controla. 🙂

      • Reply
        Leticia
        23 de agosto de 2019 at 13:12

        Obrigada, Aline… e quanto ao Anfiteatro Romano e casa termal, vale a pena comprar ingresso? As visitas duram em média quanto tempo?

        • Reply
          Aline Dota Naganawa
          28 de agosto de 2019 at 08:44

          Olá Letícia, depende muito de você. São, na maior parte, ruínas, se você acha interessante, vale a pena! Quanto ao tempo, como já comentei, as visitas são livres, o tempo depende de você também. 😉

    Deixe um comentário