Brasil Foz do Iguaçu Paraná

Cataratas Argentinas, um passeio pelo Parque Nacional Iguazú

As Cataratas do Iguaçu se dividem entre o Brasil e a Argentina. Quando estivemos em Foz do Iguaçu visitamos os dois lados.

É importante saber, antes de visitar as Cataratas Argentinas, é que a entrada se paga apenas com pesos argentinos. Portanto, se não tiver, passe numa casa de câmbio antes de ir.

Não esqueça também de levar um documento de identificação que comprove que é brasileiro, existem preços diferenciados.

 

Passeio nas Cataratas Argentinas

Logo na entrada é importante pegar o mapa, com ele você conseguirá explorar melhor o parque.

Parque Nacional Iguazu

Chegamos no Parque Nacional do Iguazú as 9:30 da manhã e ficamos até as 15 horas. Conseguimos fazer todas as trilhas com tranquilidade, e ainda com uma parada rápida para almoço.

 

Dicas importantes para o passeio no Parque Nacional Iguazú

É muito importante levar protetor solar e repelente de insetos. Não esqueça que você está em um parque com muita vegetação, os insetos, principalmente borrachudos e pernilongos são comuns.

Leve também muita água. Pode-se comprar água dentro do Parque também, mas é bem mais caro. Se puder, passe no mercado e leve sua água, para comprar lá dentro você pagará, às vezes, mais que o dobro do valor. Leve água mesmo que não esteja muito sol. Se fizer calor, com as águas das cataratas, o local fica parecendo uma sauna. A hidratação é super importante.

 

Trilha Garganta do Diabo

O primeiro passeio que fizemos foi pegar o trem em direção a Garganta do Diabo. A fila do trem estava grande e esperamos cerca de 45 minutos até conseguirmos subir no trem. O trem passa apenas de 30 em 30 minutos, então essa parte pode mesmo demorar.

Chegando na estação, ainda é necessário fazer uma caminhada pelas passarelas de cerca de 15 a 20 minutos (isso também vai depender do seu ritmo de caminhada).

Já vá aproveitando toda a paisagem.

Chegando na Garganta do Diabo as quedas d’água são impressionantes. Pelo lado argentino, cega-se muito perto da garganta do diabo. É realmente lindo!

Parque Nacional Iguazu Parque Nacional Iguazu

Parque Nacional Iguazu Cataratas Argentinas

Vi algumas pessoas com capa de chuva, pois se estiver ventando, pode molhar um pouco.

Mas, mais uma vez, preferimos nos molhar com a água desse lugar mágico.

Para voltar é só fazer a mesma caminhada e pegar o trem de volta, ele irá parar na mesma estação.

É possível também fazer todo o trajeto a pé, a trilha passa ao lado do trilho do trem. Mas achamos que não valia a pena, pelo tempo que tínhamos para conhecer o parque.

 

Trilha Paseo Inferior

Na estação do trem, pode-se ver a placa que indica as direções das outras trilhas, dos passeios e de onde ficam os restaurantes.

A trilha Paseo Inferior tem 1.400 metros e demoramos cerca de 45 minutos para percorre-la. No site oficial eles indicam 1 hora e 45 minutos para percorre-la. O tempo vai realmente depender do seu ritmo de caminhada.

Nós não fizemos correndo, fizemos com tranquilidade e paradas para fotos.

Cataratas Argentinas Cataratas Argentinas

 

Trilha Paseo Superior

A outra trilha é a Paseo Superior, que tem cerca de 1550 metros. Essa trilha demoramos aproximadamente 50 minutos para percorre-la.

Apesar de ser maior, essa trilha tem menos subidas que a outra. A primeira metade da trilha tem muitas quedas, já a metade final é mais verde.

Parque Nacional Iguazu Parque Nacional Iguazu

Parque Nacional Iguazu Parque Nacional Iguazu

Na minha opinião, a trilha Paseo Superior é mais bonita que a Paseo Inferior.

Ainda tem outros passeios no parque não fizemos, como Isla San Martin, que estava fechada no dia que fomos, e o Sendero Macuco, que é um passeio semelhante ao Macuco Safari, que fizemos no Parque Nacional do Iguaçu no Brasil.

 

Dicas para visitar o Parque Nacional Iguazú

Se você tiver pouco tempo para visitar o parque, de preferência para a Garganta do Diabo e para a Trilha Paseo Superior.

Fizemos uma parada para almoçar no Restaurante “El Fortin”, que além de restaurante tem uma pequena lanchonete. Comemos empanadas e tomamos uma Quilmes, cerveja argentina. As empanadas não estavam muito saborosas. A lata de Quilmes custou 50 pesos.

Então, se quiser economizar, a melhor opção é levar um lanche para o parque. E não esqueça da água!

Talvez existam opções melhores para alimentação dentro do parque. Mas nossa opção era realmente fazer apenas um lanche rápido.

Parque Nacional Iguazu

 

Informações sobre o Parque Nacional Iguazú

O valor da entrada é de 500 pesos argentinos. Para residentes do Mercosul o valor é de 400 pesos argentinos.

O horário de funcionamento do parque é das 8 às 18 horas. Mas a entrada é possível apenas até as 16:30 horas.

Site oficial do Parque Nacional Iguazú.


Lembre-se!! Se você quiser ajudar o blog, reserve seu hotel pelo Booking.com diretamente nos links aqui do blog. Dessa forma, receberemos uma pequena comissão e você não pagará nada a mais por isso.



Booking.com


Já está seguindo a gente nas redes sociais?! Aproveita, segue e não perca nenhuma das nossas aventuras e passeios!!

Facebook

Instagram

Twitter

Pinterest

Você pode gostar também

2 Comentários

  • Reply
    Célio
    9 de setembro de 2018 at 13:10

    Parabéns pelo texto!
    Vai me ajudar bastante a aproveitar minha visita a Foz do Iguaçu!

  • Deixe um comentário