Áustria Europa Parceria Viena

Freud Museum: Visita ao Museu de Sigmund Freud em Viena

Viena além de ser uma cidade com muita história, serviu de moradia para muitos intelectuais e artistas importantes, como Mozart, Trotsky e Freud. Outros que marcaram a história do século 20, também viveram na cidade, como Joseph Stalin e Adolf Hitler.

Um fato que nos chamou a atenção, é que a casa onde viveu e trabalhou Sigmund Freud agora é aberta ao público, e lá funciona um museu com diversos objetos que pertenceram ao pai da psicanálise, o Freud Museum. Foi nessa casa que Freud desenvolveu suas técnicas, estudos, escreveu seus livros e viveu com sua esposa e filhos. Colocamos esse museu no nosso roteiro e foi muito bom conhece-lo. Me fez ter vontade de descobrir um pouco mais sobre essa pessoa tão inteligente e que pensava tão a frente de seu tempo.

Antes de contar como foi a visita ao museu, vamos conhecer, de forma resumida, sobre a vida de Sigmund Freud.

Sigmund Freud Museum Viena

Planeje sua viagem ⇒ Encontre os melhores hotéis em Viena

 

Sigmund Freud

Nascido em 1856, numa cidade chamada Příbor, que pertencia ao Império Austro-húngaro e hoje pertence a República Tcheca, mudou-se para Viena com a família, quando ainda tinha 4 anos de idade.

No início da carreira, se dedicou às pesquisas científicas. Depois que conheceu Martha Bernays, o desejo de se casar, fez com que ele abandonasse o laboratório e começasse a trabalhar no Hospital Geral de Viena.

Freud passou a desenvolver seus estudos utilizando técnicas de hipnose em casos de histeria. Ele criou o termo “psicanálise” para designar um método para investigar os processos inconscientes e de outro modo inacessíveis do psiquismo.

Durante sua vida, publicou diversos livros, entre eles A Interpretação dos Sonhos e A psicopatologia da vida cotidiana, onde defendia suas ideias.

Sigmund Freud desenvolveu seu trabalho morando em Viena até 1938, quando a Áustria foi anexada à Alemanha Nazista. Por ser de origem judaica, ele foi “convidado” a se retirar do país. Para isso, ele teve que pagar o imposto de fuga que existia na época, e equivalia a 1/3 de todo seu patrimônio. Por já ser um médico famoso e respeitado, as autoridades nazistas deram-lhe a “oportunidade” de sair da Áustria, mas antes ele teve que escrever uma carta elogiando os nazistas. Freud escreveu a tal carta, mas na verdade zombou com a cara dos nazistas nas entrelinhas. Durante a 2ª Guerra, ele perdeu 4 irmãs, que morreram nos campos de concentração e extermínio nazista.

Nessa época, Freud mudou-se com a família para Londres. Onde ficou até a data de sua morte no ano seguinte, em 1939.

 

Freud Museum

O museu encontra-se na rua Berggasse número 19, num prédio no distrito 9 de Viena, a poucos metros da estação de metro Schottenring.

Freud Museum Freud Museum

Chegando ao primeiro andar desse prédio, logo se vê 2 portas. A da direita era a entrada da casa e a da esquerda era a entrada do consultório de Freud.

Freud Museum Freud Museum

A visita começa por onde era a entrada e a sala de espera do consultório. É incrível imaginar que pessoas esperaram ali para serem atendidas por Sigmund Freud.

Freud Museum Freud Museum

O museu nos mostra diversas fotos de Freud com seus amigos e intelectuais da época, além de objetos e obras de arte. Além disso, a entrada do museu dá direito a um áudio-guia, recheado de informações e curiosidades sobre a vida de Freud.

Quando Freud se mudou para Londres, levou com ele seu famoso divã. Portanto, o divã de Freud não se encontra no museu. Mas existem fotos de como era a sala de atendimento na época, e fotos que mostram o divã e onde ficava a poltrona que ele se sentava.

Freud Museum Freud Museum

Passando a sala onde aconteciam os atendimentos, fica a sala de Sigmund Freud. Onde ele escrevia sobre seus diagnósticos e tratamentos, sobre suas pesquisas e descobertas, onde também se encontrava sua biblioteca, com obras médicas e muitas obras de filosofia e literatura.

Freud Museum

Pudemos ver que em muitas fotos, Freud aparecia com um cigarro na mão. Ele fumava muito, e em uma ocasião chegou a dizer: “Se não posso fumar livremente, tampouco quero escrever”. Isso lhe trouxe consequências, morreu de câncer no palato (céu da boca).

Freud Museum

Na parte que ficava o apartamento da família Freud, estava uma exposição especial sobre como era a casa deles na época que lá moraram. Não existem muitos móveis da época, mas algumas fotos nos dão ideia de como era o apartamento.

 

Informações sobre o Freud Museum

Endereço: Berggasse, 19 – Viena

Horário de funcionamento: aberto todos os dias das 10 às 18 horas.

Valor da entrada: 12 euros por pessoa. O valor da entrada fica 8,50 euros se utilizar o Vienna City Card. Já escrevi sobre o cartão Vienna City Card, para ler clique aqui.

Site oficial do Freud Museum

 

Visitar o Freud Museum foi uma experiencia boa e muito interessante. Apesar de ser um pouco distante de outros pontos turísticos de Viena, valeu a pena conhecer. Ver objetos que pertenceram a uma figura que foi tão importante, imaginar como era o consultório que ele atendeu, o escritório onde ele pesquisou e estudou tantas coisas que mudaram a visão da saúde do ser humano, foi muito interessante. Alguns dos principais objetos de Freud encontram-se no museu dedicado a ele em Londres. Mas isso não torna a visita menos interessante. Afinal, foi naquele local que ele passou a maior parte dos seus dias.

 

*O Blog Contando Destinos recebeu as entradas do Freud Museum, e agradece pela oportunidade.  Salientamos que tudo que foi descrito aqui se baseia na nossa experiência durante a visita e são nossas opiniões pessoais.




Booking.com

Você pode gostar também

2 Comentários

  • Reply
    Inês
    25 de julho de 2017 at 00:35

    A visita a este museu deve ser muito boa, estudei um pouco sobre ele mas não tive esses detalhes, parabéns

  • Deixe um comentário