Aachen Alemanha Cidades da Alemanha

Minha opinião!!!!

Essa semana vi a seguinte mensagem :

(Tudo vem, “viver no estrangeiro” pode não  ter caído muito bem, mas vale a mensagem!!!rs).
E decidi escrever o que sinto morando a 1 ano (e 2 meses) na Alemanha!!!
Chegamos em Aachen no dia 10 de dezembro de 2012. Ja passei por vários  estados psicológicos, medo, coragem, insegurança, coragem de novo, medo de novo, felicidade, mais uma vez medo, sensação de que ia dar tudo certo, de novo insegurança.
Sim, medo e insegurança tomaram a maior parte dos meus sentimentos.
É bem difícil estar fora do país que nascemos, estar fora da nossa zona de conforto.
Estávamos a procura de uma melhor qualidade de vida e encontramos aqui, mas isso tem um preço a ser pago!!!
A Alemanha é muito diferente do Brasil, em muitos aspectos. Como por exemplo, aqui a maioria das coisas funciona na base da confiança, não existem catracas nos ônibus nem trens, as lojas mantém produtos pra fora, sem nenhum segurança vigiando para evitar roubo. As pessoas pegam os produtos fora da loja, abrem as portas (porque na maioria das vezes a porta esta fechada por causa do frio) e entram na loja para pagar. Isso funcionaria no Brasil?? Na minha opiniao, não!!!
Mas também tem um outro lado, que pude sentir na pele. Os alemães não querem saber da sua história, ou porque não  deu tempo de fazer esse ou aquele documento, se você não tiver tudo que eles precisam para uma determinada coisa, eles simplesmente não fazem, independente do que seja.
Não adianta falar que o pneu furou, ou que o despertador não tocou, ou que o ônibus não passou, ou que o correio do Brasil atrasou a entrega do seu documento. E isso não significa que eles são  grossos, eles são apenas práticos, e gostam muito de organização.
Sinceramente, encontrei alguns alemães grossos, mas encontrei muitos mais alemães simpáticos (graças a Deus), talvez eu tenha sorte.
Existem muitas coisas boas por aqui, como poder sair pra jantar em pleno verão a pé, com bolsa, celular, carteira e voltar com todos os pertences para casa. Eu tinha verdadeiro pavor de fazer isso no Brasil, principalmente depois dos muitos assaltos que sofri.
Uma coisa que acho muito interessante por aqui é o incentivo a leitura, a maioria das casas tem uma estante recheada de livros, e é muito comum encontrar as pessoas lendo no ônibus ou trem.
No Brasil fiquei sabendo de um projeto, que coloca máquinas para venda de livros , nas estações de Metrô, mas não sei se isso funcionou e se ainda existe.
Aqui também pude perceber uma coisa que me encanta, que é poder ver as quatro estações do ano!! Ver a neve, as flores e o verde brotando, depois o sol e calor do verão (siiiiim, aqui também faz calor), depois ver o cenário ficando alaranjado, cinza e novamente o inverno chegando. Isso me deixa impressionada e não canso de falar sobre…rsrs
Eles também incentivam a reciclagem de lixo, mas não é uma coisa passageira, como sempre acontece no Brasil. Aqui todas as casas e prédios, tem latões para diferentes tipos de lixo, e todos respeitam muito.
Uma das minhas maiores dificuldades aqui foi e ainda é a língua!!!! Não é só porque o alemão é dificil, e sim porque não é a minha língua natal. Sei que será um aprendizado diário durante toda a minha estadia aqui. O meu conselho para quem for morar fora do país, é estudar e muito a língua do país onde se vai morar. Isso ja deixa a vida um pouco menos difícil.
Ahh quantas coisas boas poderia listar aqui, e quantas coisas também poderia listar que me deixam triste por aqui. Sim, morar aqui não tem só o lado bom, por mais que não pareça.
Morar num lugar que nos proporciona melhor qualidade de vida, faz com que paguemos um preço.
Ao ficar longe da nossa família perdemos muitos momentos importantes, aniversário dos Pais, casamentos de amigos, almoço com a família aos domingos, ir ao cinema com a filha, os anos de velhice dos avós, entre muitas outras coisas. As pequenas coisas rotineiras que nos eram sem importância, tomam uma enorme proporção, e os nossos valores começam a mudar.
A vida no Brasil continua sem a nossa presença, e somente depois de um tempo é que nos damos conta da quantidade de coisas importantes que perdemos.
Mas a vida é feita de escolhas, e cada escolha tem as suas consequências.
Essa é a minha escollha!! É morar na Alemanha para ter uma vida melhor e poder proporcionar uma vida melhor para a minha filha!! E estou carregando as minhas consequências, as vezes com entendimento, as vezes com lágrimas, mas carregando.
Ainda tem muita coisa por vir, e um futuro inteiro pela frente.

Espero ter conseguido passar um pouco do que sinto estando 1 ano longe do meu país natal.

Até
Bjooo

Você pode gostar também

5 Comentários

  • Reply
    monikatognollo
    21 de fevereiro de 2014 at 13:39

    Já faz tempo que me pergunto: o que faz outros povos mais confiáveis do que nós brasileiros? Em que ponto nos perdemos? Tenho amigos que já visitaram a Alemanha e acharam o máximo dar umas voltas de metrô sem pagar o bilhete porque não tem catraca… (vergonha alheia quando me contam isso!) Será que a cultura brasileira é mesmo a do "jeitinho", de levar vantagem em tudo, em detrimento dos outros? Parece que já somos uma sociedade mais individualista do que a norte-americana… e continuamos cada vez mais pobres espiritual e intelectualmente…
    Sou suspeita pra falar da Alemanha porque me apaixonei pelo país "à primeira pisada". Minha visão é de turista, claro… mas encontrei um povo simpático, educado, solícito (uma senhorinha me ofereceu ajuda pra entender o mapa do metrô antes mesmo que eu pedisse) e normalmente honesto (porque essa tem que ser a normalidade…honestidade não pode virar motivo de heroísmo, como tem acontecido no Brasil… invertemos nossos valores!)
    Aline, essa sua experiência e sacrifício são engrandecedores.
    Você sabe que desejo a vocês muitos outros anos por aí, cada vez melhores!
    Küsse!

  • Reply
    Aline Dota
    21 de fevereiro de 2014 at 16:18

    É Monika, infelizmente voce está certa!! E acho sim, que já é cultural o brasileiro querer dar um ' jeitinho' pra tudo, com algumas excecoes, gracas a Deus!!!rs
    Minha visao nao é mais de turista e te falo de coracao, nao tenho a minima vontade de voltar pro Brasil, se nao for apenas para passear.
    Aqui nao sao só flores, mas as coisas boas estao compensando e mto!! Se Deus quiser ficaremos aqui por mais alguns ou muitos anos…rsrs
    Bjooo

  • Reply
    Inês Dota
    21 de fevereiro de 2014 at 18:13

    Realmente a organização e rigidez é grande sendo de muita valia para as pessoas, eles respeitam muito os direitos humanos porem cobram os deveres, fiquei impressionada um dia esqueci uma sacola no carrinho do mercado e por incrível que pareça, quando voltei ao mercado depois de uns 20 mim o pacote estava ao lado da funcionária do caixa. Fiquei impressionada.
    Em termos de segurança acredito que o Brasil para se igualar deverá ser descoberto novamente kkkkk ou seja nunca….. triste….
    Outra coisa que gostei foi o transporte e o ticket tem validade para mais de um ônibus …..
    Enfim muitas coisas boas que gostaríamos que tivesse aqui no Brasil mais infelizmente acho que não verei isto, pois a maioria dos brasileiros sempre querem dar um jeitinho ou levar vantagem….

  • Reply
    Andrea Clarindo
    11 de novembro de 2014 at 21:56

    Tentei morar novamente no Brasil e pasmem só aguentei 10 meses, näo consegui me adaptar.
    Depois de 15 anos vivendo em München foi muito difícil. Estou feliz agora que retornei.

  • Reply
    A Li descobrindo a Alemanha
    12 de novembro de 2014 at 09:51

    Oi Andrea, obrigada pela visita!! 🙂
    Acredito mesmo que seja difícil, mas que bom que vc está de volta e feliz!!

  • Deixe um comentário